4 de jul de 2016

Resenha de "O inverno que não acabou e outros contos" de Adriano de Andrade

Olá meu povo! Hoje eu trago para vocês mais uma super dica de leitura, o indicado da vez é "O inverno que não acabou e outros contos" de Adriano de Andrade, acompanhe a resenha desse super livro:

O Inverno que não acabou e outros contos
Autor: Adriano de Andrade
Editora: Novo Século
141 páginas

Sinopse:

Um homem lutando contra as suas – amargas – lembranças; um psicopata oculto perturbando sua vítima em um cenário obscuro; dois mundos distintos que seguem caminhos paralelos e quase se cruzam; um erotismo imaginário preenchido com sofrimento alheio; o sonho perdido de uma criança e o vício na vida de um gênio. Elementos que compõem as narrativas curtas deste livro; uma seleção de contos para colocar suas sensações à flor da pele. Em um universo que percorre diferentes cenários relacionados às aflições que cercam o indivíduo, O inverno que não acabou e outros contos revela a eterna alternância dos sentimentos que resumem a esperança e a descrença na atitude humana.

RESENHA:

É impossível falar deste livro sem antes dizer do que se trata o conto que o nomeou, "O inverno que não acabou" conta a história de um homem que retorna para a casa onde passou sua infância, e junto das lembranças vem uma "dor sombria" que torna o conto melancólico e triste.

O livro é composto por vários contos, alguns tristes como o citado acima, outros tem tom bem humorado. 

Eu poderia citar vários que eu gostei, mas vou  dar como exemplo apenas dois:

"A maçaneta branca" conta a história de um homem que estava desempregado e recebe uma ótima proposta de emprego, claro que quando a esmola é alta, o santo desconfia, e essa proposta vem cheia de mistérios, o final é surpreendente e é claro que eu adorei este conto.

Os contos intitulados "Faltou-me" me deixaram completamente impressionados com este livro, com frases impactantes que literalmente tiram o ar.

EDIÇÃO:

A fonte na qual o livro foi impresso ajuda muito na hora da leitura e é claro que eu não poderia deixar de ressaltar que o papel usado no miolo atrai uma quantidade menor de luz, ou seja mais um ponto para a facilidade na leitura.
O livro não tem capa dura mas é composto por um papel mais resistente do que as capas comuns.

Opinião:

Eu gostei muito desse livro, foi uma das leituras mais divertidas e legais de todo o ano, Adriano conduz ao leitor com maestria por turbilhões de emoções, o que poucos autores conseguem.


Compre este livro, leia e compartilhe sua opinião:

Saraivra (promoção, apenas 10 reais)

Obrigado pela oportunidade Adriano.


Nenhum comentário:

Postar um comentário